Minha História inesquecível no velho Maracanã

0
907

Contribuição: Serginho Lima

Jornal Vida Brasil Texas sergio-lima-01 Minha História inesquecível no velho Maracanã Destaques  Maracanã   Minha primeira vez foi como todas as primeiras vezes … Me preparei a semana toda, quase não dormi, escondi do médico, um mal estar antes do jogo, eu suava frio e no vestiário contava, os segundos para chegar o momento mais esperado da minha vida. Meus companheiros passavam alheio a minha aflição. 0 ritual habitual, massagem, o uniforme, as últimas instruções … amarrar as chuteiras, a última ida ao banheiro para tirar o nervoso. Pronto, chegou a hora! Um “Pai Nosso”, e subimos a escada do túnel do maior do mundo. De repente um barulho ensurdecedor, era o FLAMENGO entrando também. Suei frio, pisei o gramado olhei para o céu, para arquibancadas, e vi a corrida louca lá em cima como fazia sempre com a bandeira do America, do meu ídolo o ilustre e maravilhoso torcedor do America, que era chamado carinhosamente de “Tizil”,olhei para as cadeiras, no Setor 4, procurei papai, mamãe, Zé, meus irmãos, Flavio Miranda. Olhei, para Geral, toquei a grama com as mãos, eu não acreditava que era real, lembrei dos meus sonhos, finalmente eu estava ali no meu Maracanã, o maior dos maiores, palco dos melhores espetáculos escolhidos por Deus para o milésimo GOL do Pelé.

Jornal Vida Brasil Texas sergio-lima-02 Minha História inesquecível no velho Maracanã Destaques  Maracanã   Começou o jogo e a torcida do Flamengo não parava, o America rolava a bola, o Flamengo empurrava com tudo, de repente Zanata atrasou para o zagueiro o Paraguaio Reys, ele vacilou deu bobeira, aí eu antecipei, roubei dele fiquei cara a cara, eu e o goleiro Ubirajara, ele saiu desesperado tentando chocar comigo, toquei entre as pernas dele, desviei e peguei na frente era o gol do lado da Quinta da Boa Vista, toquei para o Gol aberto e corri em direção ao céu da geral, rindo, chorando e gritando, quando fui sufocado pelos companheiros em um só abraço, nesse momento levantei os braços e fiz esse sinal que marcou o meu primeiro GOL no Maracanã e representava o “V” da vitória e o poder negro, pela luta incansável pelo seu espaço. O jogo foi e 1971 e empatamos 1 X 1, e eu nunca mais vou esquecer esse momento. Agradeço a Deus por ter me dado essa alegria maravilhosa, esta oportunidade inesquecível para toda a minha vida.

Jornal Vida Brasil Texas sergio-lima-03 Minha História inesquecível no velho Maracanã Destaques  Maracanã   Depois disso vieram as outras vezes, mas este momento em 1971, ficou e ficará marcado na minha memória para sempre. 0 Maracanã ficou sendo “meu” só meu, também na temporada de 1973 até quase o final, quando faleceu meu pai Elpídio Lima. Daí para frente eu desabei e fui, embora do meu Maracanã. Não posso deixar de citar, mais um momento super interessante, no maior do mundo, foi no jogo America contra o Fluminense em 1973, mesmo na minha ausência, foi feito um minuto de silêncio pela morte do meu querido pai, ao saber fiquei extremamente sensibilizado e agradecido pelo carinho e respeito.

Jornal Vida Brasil Texas sergio-lima-04 Minha História inesquecível no velho Maracanã Destaques  Maracanã   1965, meu pai Elpídio lima, meu irmão Tadeu Lima e Sergio Lima era um jogo do juvenil do Americano FC. contra Campos Atlético Associação em Campos dos Goytacazes nossa terra.

Gente! eu sabia cada espaço do campo, eu sabia a altura de sua grama, suas sombras, temperatura, eu fui amigo íntimo de seus gols, seja o da Quinta da Boa Vista, ou o da Praça Saens Penã ou Morro do Boreu. Eu conhecia como poucos as imediações de suas áreas, os atalhos para chegar mais rápido ao gol, pois só quem jogou lá, pode sentir o que eu senti. Parabéns! Maracanã antigo, por ser o palco da alegria de milhões de pessoas, por fazer da sua geral, um quintal das casas de todos, que nos fazia ficar mais perto do nosso povo, na hora do gol, o torcedor de verdade. A Geral, misturava, era uma passarela de folclóricas criações, personagens que desfilavam e tornava o espetáculo antes e durante jogo uma festa à parte, muito mais bonita e agradável, quase no mesmo espaço da partida de futebol. Moro quase dentro do Maracanã, na Tijuca mas nunca mais fui lá, fazem muitos anos. VALEU! Viu Claudia, Serginho, Leandro, Jobell, Pedro. Estamos juntos! Gabriela,Gígi e o futuro Juninho, o Maracanã foi só meu neste dia.

Jornal Vida Brasil Texas maracana-antigo Minha História inesquecível no velho Maracanã Destaques  Maracanã

Flamengo 1 x América 1
Local: Maracanã.
Juiz; Carlos Costa.
Renda: Cr$ 164 095,50.
Público: 33 973 pessoas.
Gols: Sérgio Lima 24′ do 1.° tempo; Zanata 6′ do 2.°.
Flamengo: Ubirajara; Murilo, Onça, Reyes e Marcos; Zanata e Liminha; Buião, Dionísio (Mil¬ton), Tales (Nei) e Caldeira.
América: Jonas; Paulo César, Alex, Maréco e Zé Carlos; Badéco e Renato; Tarcísio, Sérgio Lima (Jorge Cuíca), Edu e Sarão.

Jornal Vida Brasil Texas geral-maracana Minha História inesquecível no velho Maracanã Destaques  Maracanã   Jornal Vida Brasil Texas geral-maracana-2 Minha História inesquecível no velho Maracanã Destaques  Maracanã

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here