Personality and Business of the Month – Lucas Cremasco e Mafiosa Cervejaria, perfeita combinação.

0
227

Jornal Vida Brasil Texas Lucas-1 Personality and Business of the Month - Lucas Cremasco e Mafiosa Cervejaria, perfeita combinação. Arte & Cultura Destaques

Fonte foto – Acervo da Cervejaria Mafiosa

Lucas Cremasco, nasceu em Valinhos, SP, em 27 de março de 1994 , tem um currículo diferenciado, é sócio proprietário da Mafiosa Cervejaria em Valinhos, onde visitamos recentemente e  foi possível constatar seu  brilhante desempenho,  extrema competência a favor do negócio. Após um agradável bate-papo soubemos que ele também viaja magistralmente por outra vertente,  como  reconhecido  Chef de Cozinha.

Queremos apresentar para todos através dessa entrevista este jovem empreendedor que tem uma visão ampla, absoluta e clara  das suas ideias. Espero que possamos proporcionar um agradável momento de leitura onde você poderá ampliar seus conhecimentos  a respeito da Cervejaria Mafiosa e desse cidadão de grande valor.

Jornal Vida Brasil Texas Lucas-7 Personality and Business of the Month - Lucas Cremasco e Mafiosa Cervejaria, perfeita combinação. Arte & Cultura Destaques

Fonte foto – Acervo da Cervejaria Mafiosa

Entrevista

VB – Lucas, conte a história e a ideia que deu início a Cervejaria Mafiosa.

LC – Sempre gostei muito de cervejas e desse mundo todo que ela envolve, a família sempre induziu a isso, uma influencia etílico-gastronômica bem forte. Tudo começou em 2013, quando eu e meu tio fomos convidados a fazer um curso pratico de fabricação de cervejas caseiras, um dos vizinhos do meu tio (hoje meu sócio) foi quem ministrou o curso. A partir daí, começamos a produzir (em casa) e estudar cerveja sem parar. Fomos aperfeiçoando as receitas e criando novas, ate chegarmos em um ponto onde decidimos dar um passo a frente e profissionalizar, foi aí que conhecemos a cervejaria Dádiva, em 2015, uma cervejaria de Várzea Paulista, que nos acolheu, comprou nossas ideias e produzimos nosso primeiro lote, foi uma American IPA, chamada IPAdrino, nome que tem total alusão ao filme “The Godfather” o qual nos influencia muito até hoje. Desde então mantemos uma parceria com essa cervejaria, produzimos nossas receitas lá, desde então.

VB – Quais os sabores e tipos de cervejas criadas e servidas pela Cervejaria Mafiosa?

LC – Hoje são mais de 15 tipos diferentes de cervejas e até o mês que vem, mais 3 estão sendo produzidas. Temos vários estilos diferentes de cervejas, nossa primeira foi uma American IPA, a IPADrino (hoje chamada de Don Drino), nossa segunda receita foi uma American Wheat, chamada A Noiva (totalmente influenciada pelo Tarantino e o filme “Kill Bill”) e é nossa cerveja mais premiada (são 6 medalhas, 4 internacionais). E temos outros diversos, inclusive uma linha de cervejas envelhecidas em barricas, chamada “IRREFUTABILE” e uma cerveja com Figo Roxo (fruta nativa da nossa cidade,Valinhos) chamada Little Valley. Ao longo de 2019 pelo menos mais 8 cervejas diferentes estão por vir.

Jornal Vida Brasil Texas Lucas-5 Personality and Business of the Month - Lucas Cremasco e Mafiosa Cervejaria, perfeita combinação. Arte & Cultura Destaques

Fonte foto – Acervo da Cervejaria Mafiosa

VB- Entre todas as cervejas criadas por vocês, existe alguma que se pode considerar  a sua preferida?

LC – Pergunta bem difícil, mas tenho pelo menos 3 que são as minhas favoritas, são elas: A Noiva vol2, uma Sour Gose com maracujá, mega refrescante. A Irrefutabile #1 que é a versão da Crooner, uma American Strong Ale, inspirada completamente nos bourbons americanos (principalmente no Jack Daniels, que na verdade é um Tennessee Whiskey) envelhecida por 6 meses em barricas de bourbon, trazendo todos os aromas e sabores dessa bebida. Tem também a Little Valley 2019, outra cerveja envelhecida, essa por sua vez, com uma base de uma Saison belga que ficou envelhecendo em barricas de Chardonnay por 6 meses e ainda passou por uma refermentação com Brettanomyces (um tipo de levedura selvagem) lembrando uma jovem Lambic (estilo de cerveja bem tradicional na Bélgica).

VB – O que torna sua cerveja única e diferenciada?

LC – O mercado cervejeiro no Brasil esta crescendo cada vez mais, a concorrência aumenta diariamente, então, procuramos sempre inovar e criar coisas diferentes do que está surgindo. Apostamos sempre na qualidade dos ingredientes (a grande maioria dos insumos são importados) e fazemos o possível pra inovar nas receitas, a sour com maracujá por exemplo foi um grande sucesso, a Crooner (inspirada no Jack, também) algumas que ainda estão sendo idealizadas estamos bem confiantes que serão bem aceitas e diferenciaras no mercado!

VB – Qual foi sua primeira cerveja artesanal?

LC – Lembro-me vagamente, no lugar onde hoje construímos nosso Pub, já existia uma loja com cervejas artesanais, a maioria das opções eram importadas, possivelmente foi alguma cerveja de trigo do tipo Weiss (Alemã), ou alguma Pilsen da Republica Tcheca (cervejas clássicas).

VB_ Quanto tempo leva para preparar uma cerveja artesanal?

LC – Hoje com a produção na Dádiva demoramos em média 21 dias (algumas receitas um pouco menos, algumas um pouco mais) exceto as envelhecidas, que acabam repousando por mais tempo (algumas cerca de 6 meses).

Jornal Vida Brasil Texas Lucas-3 Personality and Business of the Month - Lucas Cremasco e Mafiosa Cervejaria, perfeita combinação. Arte & Cultura Destaques

Fonte foto – Acervo da Cervejaria Mafiosa

VB – Qual o horário de funcionamento da Cervejaria Mafiosa ?

LC – Abrimos o Pub há aproximadamente 6 meses, hoje funcionamos de terça a sexta-feira das 16 às 23 horas e aos sábados das 12 horas até as 24 horas. Pontualmente, uma vez por mês fazemos um evento no domingo, sempre envolvendo algo gastronômico.

VB – Cervejaria e Gastronomia, como você consegue transitar entre esses dois universos extremamente  importantes para o bem-estar de algumas pessoas?

LC – Como disse antes, foi algo totalmente influenciado pela família, meu avô sempre cozinhou muito e meu tio (que é meu sócio na cervejaria) seguiu o mesmo caminho, fazendo um curso de especialização. Em 2012 resolvi cursar gastronomia e foi um mundo sem volta, o mesmo aconteceu com a cerveja em 2013. Acho que uma coisa esta totalmente relacionada a outra, inclusive, uma coisa facilita muito a outra, principalmente a parte das cervejas, todas nossas receitas de cervejas são pensadas de alguma forma relacionadas a uma harmonização, é algo que buscamos sempre nas nossas cervejas, equilíbrio e harmonia. E o conhecimento acerca da gastronomia ajuda muito nisso!

Por Sergio Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here