Poesia – O Ego e a Paz

0
104

Jornal Vida Brasil Texas Paz-1 Poesia - O Ego e a Paz Arte & Cultura Destaques

Wikipédia, a enciclopédia livre – Anjo da paz

Jornal Vida Brasil Texas CORDEL-FOTO Poesia - O Ego e a Paz Arte & Cultura Destaques

Por  Manuel Bandeira de Sousa – Fortaleza Ceará

***

Se o rosto do estranho

Revigorar o meu ego

Em mar fraterno me banho

A todo vivente me apego

Eis a igualdade a perder de vista

Em direção de Deus é um passo

Seu Filho já deu pista

Enquanto essa vida não encerra

Indague assim seria

Se houvesse paz na terra e paz na terra houvesse

O ontem não amargava

O amanhã não era incerto

O hoje reflexo de ambos dava

Coração a outro era aberto

Não haveria estresse na rotina

Integra-se velho, moço e menina

A intolerância que o ser emperra

Daria vez a afinidade

Se houvesse paz na terra

A paz é atual e vista

Na força e tonalidade da flor

No alaranjado sol que você

Contempla ao nascer e se por

Vemos paz no riso do bem

Do sábio ancião desdentado

E na dentição do neném

No primar da vida Deus enterra

Sua graça a nós vem

Eis aí a paz na terra!

***

Por Manuel Bandeira de Sousa – Fortaleza Ceará

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here